LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS: VEJA COMO FUNCIONA

LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS: VEJA COMO FUNCIONA

Saiba as principais diferenças entre Logística e Cadeia de Suprimentos

Jorge Leandro Piva Blog 254 views 10 min. de leitura

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Você já parou para pensar nos reais conceitos de logística e cadeia de suprimentos? Muitas vezes, esses termos são usados como sinônimos. No entanto, cada um atua de maneira diferente e com abordagens diversas, e você precisa compreender isso.

Neste artigo, vamos explicar o que esses conceitos significam e as diferenças entre eles. Também apresentaremos as semelhanças e qual a relação com a logística integrada.

Então, vamos lá?

O conceito de logística e de cadeia de suprimentos

O primeiro passo para conhecer as diferenças entre essas duas abordagens é entender seus conceitos. Confira, a seguir, o que caracteriza cada uma delas.

LOGÍSTICA

Esse termo indica organização e contabilidade, sendo uma palavra que aborda o planejamento e a execução de projetos. Abrange a gestão de materiais utilizados nas operações corporativas, mas também inclui a administração financeira. Contempla o plano da produção, bem como o transporte, o armazenamento e a distribuição dos recursos.

Por definição o Council of Logistics Management em 1991 define logística como "o processo de planejamento, implementação e controle eficiente e eficaz do fluxo e armazenagem de mercadorias, serviços e informações relacionadas desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com o objetivo de atender às necessidades do cliente".

CADEIA DE SUPRIMENTOS

Esse item, também chamado de supply chain ou cadeia logística, engloba os processos que fazem parte do ciclo de vida de um produto, desde a produção até a entrega ao consumidor final. Fazem parte desse procedimento: fabricantes, armazéns, fornecedores, distribuidores, consumidores e varejistas. Em outras palavras, a cadeia de suprimentos é uma estrutura interligada, ramificada, integrada e cujos processos estão em diferentes frentes. É um procedimento mais complexo.

Por definição de Ronald H. BALLOU, (2006) temos “Um conjunto de atividades funcionais (transportes, controle de estoque, etc.) que se repetem inúmeras vezes ao longo do canal pelo qual matérias-primas vão sendo convertidas em produtos acabados, aos quais se agrega valor ao consumidor”

As diferenças entre logística e cadeia de suprimentos

A logística é uma parte especializada da cadeia de suprimentos. Enquanto a primeira foca no transporte e no armazenamento de mercadorias, a segunda abrange todos os aspectos de aquisição e o fornecimento de bens.

Desse modo, a gestão da cadeia de suprimentos é responsável por tarefas operacionais relacionadas, de maneira direta ou indireta, ao produto. É o caso de depósitos, compras, inventários etc. Perceba que os processos abrangidos vão desde a aquisição de insumos para a produção até a pesquisa de satisfação.

Por sua vez, a logística é uma das etapas da cadeia de suprimentos. Ela se refere à movimentação física de produtos e tem como foco o prazo de entrega. Portanto, por mais que esses conceitos se diferenciem, são processos dependentes e conectados.

Em resumo, a logística é uma função técnica dentro da supply chain. É um processo interno e que pode ser terceirizado. Seus objetivos são a redução de custos e a implantação do modelo de distribuição de produtos e de centros de distribuição just in time.

A cadeia de suprimentos é um viés estratégico que aborda: aquisição, logística, planejamento e mais. Atua diretamente com fabricantes, fornecedores e parceiros externos. Sua finalidade é obter vantagem competitiva pelo incentivo à inovação e à diminuição de gastos em diferentes etapas da produção.

Ainda existe a gestão da cadeia de suprimentos ou supply chain management. Essa prática abrange todos os aspectos relativos à produção, ao abastecimento e à entrega de produtos. A partir dela, é possível fazer um planejamento melhor, já que as informações coletadas e utilizadas permitem ter uma visão mais estratégica do ambiente em que a empresa está inserida.

Entre os itens observados na supply chain management, estão:

·         acompanhamento dos níveis de produção;

·         planejamento de compras;

·         gerenciamento da oferta pelos clientes;

·         abastecimento.

Com a gestão da cadeia de suprimentos, a empresa atinge uma maior vantagem competitiva e pode obter outros benefícios, como:

·         diferenciação no mercado;

·         redução de custo;

·         aumento da eficiência;

·         diminuição no nível de serviço;

·         aumento da satisfação do cliente;

·         melhorias no atendimento;

·         manutenção da atividade da empresa no mercado.

As semelhanças existentes

As etapas da logística estão dentro da cadeia de suprimentos e também são impactadas pela gestão da supply chain. Com isso, o processo de gerenciamento começa antes da produção e termina somente após as ações de pós-venda.

O importante é perceber que as atividades são complementares. A logística controla os processos de distribuição e os internos. Já a cadeia de suprimentos monitora os processos internos e externos, inclusive a gestão de todo o ciclo. Portanto, a relação entre os dois elementos é fundamental para os resultados positivos da empresa.

Com a aplicação de ambos, é possível ser mais produtivo. Afinal, a logística é um fluxo que circula as empresas e é voltado para elas. Por meio dessa prática, obtém-se um planejamento, implantação e um controle mais eficaz de matérias-primas, estoque, expedição, recebimento, transporte de produtos acabados etc. O resultado é o aperfeiçoamento dos processos internos.

A logística integrada e a união dos dois conceitos

No dia a dia das empresas, o termo Logística, muitas vezes, é utilizado como sinônimo de cadeia de suprimentos. Você já percebeu que eles não são iguais. No entanto, podem ser unificados pela logística integrada, atividade que busca a integração máxima entre os processos organizacionais.

A ideia da logística integrada é gerenciar a logística por setor para que seja possível ter uma visão mais ampla. Esse objetivo pode ser alcançado por meio de um sistema inteligente que controla o fluxo logístico e as outras atividades. As áreas que compõem esse conceito são:

·         administração de materiais;

·         movimentação de materiais;

·         distribuição física.

 É importante destacar que a gestão da cadeia de suprimentos se desenvolveu a partir da logística integrada. Isso porque o objetivo desse gerenciamento é garantir a integração mais eficiente de todos os processos que ocorrem ao longo da supply chain.

Em outras palavras, se a logística se preocupa com a compra, o armazenamento e o transporte de insumos e produtos, do local de origem ao de chegada, a cadeia de suprimentos tem uma visão estratégica e completa dos processos.

Ao praticar a logística integrada, consegue-se obter melhorias nos seguintes aspectos:

·         planejamento;

·         processamento de pedidos;

·         gestão do estoque;

·         armazenagem e movimentação;

·         gestão de transporte, informações e distribuição;

·         planejamento, programação e controle da produção (PPCP).

Em resumo, as diferenças entre a logística e a cadeia de suprimentos são evidentes. A primeira é responsável pela integração dentro da empresa. Já a segunda cuida do gerenciamento interempresarial, entre as organizações. A abrangência de ambos os processos também é diversa, porque a primeira é parte operacional da supply chain management.

No final, as duas partes são essenciais para o sucesso, porque é a partir das ações integradas de logística e cadeia de suprimentos que se garante uma produção a fim de gerar os melhores resultados possíveis.

E agora, você entendeu a diferença entre esses dois conceitos? Tenha mais informações relevantes assinando nossa newsletter agora mesmo e fique por dentro de todas as novidades!

Solicite uma reunião com um de nossos consultores da CotLog e conheça nossos diferenciais!

LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO COMO FUNCIONA?

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Jorge Leandro  Piva
Jorge Leandro Piva

Gerente de Logística na CotLog Soluções Logísticas. Profissional com 11 anos de experiência na área de logística, ampla experiência em logística inbound, de distribuição, transporte fracionado (aéreo e rodoviário), grande experiência na área de administração, facilidade na interpretação de números e resultados.Sempre aberto ao diálogo e a troca de experiências visando gerar o melhor resultado para a operação e maior maturidade da equipe.

Todos as publicações do(a) autor(a)

Deixe seu comentário aqui:

Artigos Relacionados