INVENTÁRIO: QUAL SUA IMPORTÂNCIA?

 INVENTÁRIO: QUAL SUA IMPORTÂNCIA?

Confira como o inventário pode se dividir entre Rotativo, Periódico e Geral e qual sua importância na gestão de estoques

Gustavo Fernandes Santos Blog 639 views 5 min. de leitura

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Inventário de estoque é uma prática utilizada por meio da identificação, classificação e contagem dos produtos armazenados com o objetivo de conferir se essas informações estão de acordo com a realidade do que foi dado como entrada e saída de mercadorias.

Na cadeia de distribuição, a gestão de estoque é um aspecto muito importante que deve ser observado com cuidado. Afinal, tanto o acúmulo quanto a falta de materiais estocados podem ser prejudiciais, pois, em excesso, os produtos podem expirar e comprometer o giro da empresa. Por outro lado, a ausência de insumos atrapalha a produção e as vendas.

Estes excessos ou ausências podem ser ocasionadas por um erro de separação ou entrada de material, desta forma é perceptível o erro imediatamente.

Sendo assim, controlar o estoque para garantir o bom abastecimento da produção é uma das funções mais relevantes no fluxo logístico. O inventário na logística realizado de forma eficiente mantém os níveis ideais de estoque, de acordo com os objetivos e demandas da empresa. Para ter sucesso nessa etapa, é preciso ser organizado e investir em processos baseados em boas práticas. Dessa maneira, a empresa consegue colher inúmeros benefícios, tanto financeiros quanto operacionais.

O inventário de estoque pode se dividir entre Rotativo, Periódico e Geral:

Inventário Rotativo ou Cíclico:

Esse processo exige que o estoque seja submetido à contagem com uma frequência predeterminada (diária, semanal, quinzenal ou outras). Dessa forma, as informações de estoque são atualizadas em períodos cíclicos, de acordo com as necessidades da empresa em suprir uma demanda.

Geralmente nestes casos é feita uma classificação pela curva ABC, pode ser determinado por produtos que tem maior valor agregado ou maior rotatividade, ou seja, se 20% do produto corresponde a 80% do valor do estoque ou 80% da movimentação, podemos concentrar esforços no inventario nesses produtos, assim é possível evitar quebras no estoque e prejuízos para empresa.. 

Inventário Periódico:

A contagem de um inventário periódico é realizada no final de um período determinado pela empresa. Os principais objetivos são atualizar as informações do sistema de estoque, elaborar demonstrativos financeiros e corrigir eventuais falhas humanas.

Inventário Geral:

É a realização de uma contagem que abrange todos os produtos em estoque na empresa, geralmente planejada em ciclos semestrais. Esse tipo de inventário interfere diretamente nas operações das empresas, e muitas das vezes, contam com a participação de uma empresa especializada para a realização das contagens.

Qual é a importância do inventário na gestão de estoques?

Redução das perdas

Um bom inventário é capaz de reduzir os custos e evitar desperdícios. Ao quantificar exatamente quantos produtos há em seu estoque, o gestor evita comprar matéria-prima de forma excessiva, já que os pedidos aos fornecedores são feitos de acordo com a demanda.

Além disso, com o inventário em dia é aumentado o nível de confiabilidade sistema vs físico, que pode ser facilmente utilizado pelo departamento comercial, compras/suprimentos, para vendas ou reposição. Também é possível identificar desvios e trabalhar para evitá-los. Se a relação de produtos do inventário físico estiver em desconformidade com o contábil, será mais fácil descobrir extravios, furtos e obsolescências sempre garantindo a maior acuracidade do estoque.

Bom atendimento

Ao saber exatamente quais produtos estão disponíveis no estoque, o vendedor otimiza as vendas e aumenta a credibilidade com os clientes. Quando não há controle de estoque, a propensão aos erros é muito maior: vender um produto indisponível e prometer a entrega imediata, por exemplo, pode irritar o consumidor, que nunca mais fechará negócio com a sua empresa.

Cumprimento da legislação

Inconsistências entre o inventário físico e o contábil podem fazer com que sua empresa seja autuada pelo FISCO. Se o fiscal detectar que há diferenças entre o estoque declarado de produtos e o estoque real, poderá penalizar sua empresa com multas altíssimas que poderão ameaçar seriamente a saúde financeira de seu negócio.

Como podemos ver, o inventário de estoque vai muito além da contagem de materiais. Ele também é importante para uma série de questões que contribuem muito para o bom funcionamento da empresa.

Conclusão:

Os estoques são capital da empresa no formato físico (produtos e insumos) eles geram custos financeiros de oportunidade, depreciação, risco de obsolescência por produtos substitutos ou por validade,  demandam estruturas e equipamentos para armazenagem, pessoal para movimentação e controle, sofrem riscos de avarias nas movimentações ou até mesmo por problemas de manutenção predial (como um goteira por exemplo), portanto, merecem atenção redobrada, processos e tecnologia que garantam um inventário mais assertivo a fim de diminuir qualquer prejuízo financeiro.

Tem outras dúvidas sobre Inventário? Compartilhe com a gente!

Baixe o [E-BOOK] SOLUÇÕES LOGÍSTICAS: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER.

[E-BOOK] SOLUÇÕES LOGÍSTICAS: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER

Até a Próxima Semana!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Gustavo Fernandes Santos
Gustavo Fernandes Santos

Supervisor na CotLog Soluções Logísticas

Todos as publicações do(a) autor(a)

Deixe seu comentário aqui:

Artigos Relacionados