DISTRIBUIÇÃO E TRANSPORTE NA LOGÍSTICA: ENTENDA COMO FUNCIONA

DISTRIBUIÇÃO E TRANSPORTE NA LOGÍSTICA: ENTENDA COMO FUNCIONA

Saiba como funciona a Distribuição e o Transporte no sistema logístico

Marcelo Banzato Blog 173 views 5 min. de leitura

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A logística de distribuição e transporte de mercadorias é um dos ramos do setor logístico que foca na estocagem e escoamento de produtos. Seu objetivo é abastecer os clientes dentro do prazo esperado e praticar preços de frete competitivos, garantindo que a empresa esteja sempre em evidência em sua área de atuação. Quer saber por que investir em logística e como escolher a melhor parceria? Confira!

Quais as reais vantagens de investir em logística de transporte e distribuição?

Se a empresa não tem um planejamento de Core Business** bem definido, é quase imprescindível que aposte na terceirização tanto do transporte, como da logística e distribuição. Além de otimizar internamente a empresa, os custos em médio e longo prazo serão bem minimizados, uma vez que investir em serviços especializados traz menos riscos de danos às mercadorias, do que se os produtos fossem manipulados por colaboradores sem treinamento específico. No fim das contas, os treinamentos logísticos e de transporte para os funcionários saem mais caros que a terceirização.

O que define um bom planejamento logístico?

Um bom planejamento logístico consiste no cálculo e no raciocínio logico das operações, fatores estes, que influem diretamente nos resultados finais do cliente. Contratando serviços qualificados de logística de transporte e distribuição, a empresa tem inúmeras vantagens, como a economia de tempo e a não sobrecarga de funções dos colaboradores, que poderiam ter que se encarregar de atividades excessivas no processo de organização. Portanto, a empresa contratante, deve firmar a parceria com um fornecedor que preste bom gerenciamento do fluxo de produtos, tendo como indicadores de desempenho:

A entrega dos produtos certos, no lugar certo;

Condições adequadas de conservação e transporte;

Controle rigoroso de avarias;

Cumprimento de prazos;

Adaptação dos serviços a segmentos e negócios específicos.

Através destas razões, é possível determinar se um serviço é realizado com eficiência ou não.

É preciso um planejamento detalhado e estruturado para garantir um retorno sobre o investimento mínimo e a satisfação do cliente. Esses são pontos que garante um grande diferencial no mercado. Atrasos na entrega podem resultar na perda da venda e do cliente. Para que isso não aconteça, a cadeia de abastecimento deve ser integrada.

Veja a seguir quais são as etapas  do processo de logística de distribuição e transporte:

Conferência de cargas após expedição

Após a expedição é preciso conferir as cargas em quantidade e tipo. Algumas ferramentas podem dar segurança nesta conferência, como leitores de código de barras. Erros na conferência podem resultar em devoluções, o que gera prejuízos para as empresas. No caso de um alimento perecível, por exemplo, o prazo de validade continua contando quando o produto é devolvido. Isso é: a chance de perda dessa mercadoria pelo fator tempo é muito maior, seja na prateleira do mercado, seja no armazém de distribuição.

Roteirização de entregas

Um profissional de logística sabe como é importante construir um planejamento para o processo de entrega. Isso inclui a criação de um trajeto capaz de reduzir o tempo gasto para chegar até os destinatários e reduzir os custos.

A agilidade das entregas também possui relação direta com o nível de satisfação dos contratantes, o que justifica o investimento em programas de roteirização. Dessa forma, é possível atender mais clientes em menos tempo e minimizar o consumo de combustível da frota.

Administração de transportes

Em uma das etapas que mais agrega custo ao produto, a informação é a base de qualquer tomada de decisão: análise de custos, quem vai transportar (frota própria ou terceirizada), assim como qual será a estrutura necessária, são fatores fundamentais para um serviço com melhor desempenho. Também que apresente menor confiabilidade, disponibilidade, capacidade e custo. Mesmo quando o serviço de transporte é terceirizado, é necessária uma boa administração para que seja válido e vantajoso.

Controle de fretes

A etapa de controle de frete contempla as atividades relacionadas para garantir que o produto seja entregue no destino em perfeitas condições. Alguns exemplos de atividades relacionadas são:

•          expedição dos produtos;

•          monitoramento remoto da frota;

•          dimensionamento da carga de acordo com o veículo;

•          seleção do modal de transporte.

Indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho logístico (KPIs) avaliam e medem o nível de desempenho de processos. Eles permitem identificar problemas que comprometem a produtividade. Com isso, é o gestor que detém a responsabilidade de implementar soluções e garantir que os objetivos sejam alcançados. Os indicadores principais no ambiente de distribuição incluem tempo em trânsito, devoluções, exatidão das notas de transporte e pontualidade das entregas.

Muitas empresas tem certo receio de terceirizar os serviços de logística de transporte e distribuição pelo fato de que, muitos fornecedores não oferecem serviços qualificados o suficiente. Porém, os processos da cadeia logística, quando realizados com eficiência, influenciam diretamente na performance da empresa contratante. Com critérios de escolha da empresa parceira bem definidos, a terceirização das operações pode ser uma ótima opção.

Tem outras dúvidas sobre Distribuição e Transporte no setor logístico? Compartilhe com a gente!

Baixe o [E-BOOK] SOLUÇÕES LOGÍSTICAS: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER.

[E-BOOK] SOLUÇÕES LOGÍSTICAS: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER

Até a Próxima Semana!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Marcelo Banzato
Marcelo Banzato

CEO da empresa Cotlog Soluções Logísticas é pós-graduado no curso Executivo em Gestão Empresarial pela Fundação Getulio Vargas. Possui em seu currículo várias certificações internacionais na área da hipnoterapia.

Todos as publicações do(a) autor(a)

Deixe seu comentário aqui:

Artigos Relacionados